BAGAGEM DE MÃO – VOOS INTERNACIONAIS

BAGAGEM DE MÃO – VOOS INTERNACIONAIS

Os limites da bagagem de mão são definidos por critérios de segurança, para atender ao peso máximo de decolagem do avião e ações preventivas de segurança a bordo. O passageiro que respeita os critérios da bagagem de mão agiliza sua passagem pelo chek-in, seu embarque e evita custos adicionais.

Alguns itens permitidos em vôos domésticos não são liberados para vôos internacionais porque dependem das normas vigentes no país de destino. Consulte a empresa aérea com antecedência.

2 – ITENS PROIBIDOS NA BAGAGEM DE MÃO: objetos cortantes ou perfurantes (canivetes, tesouras de unha etc.). Esses itens só devem ser levados na bagagem despachada. Caso contrário, o passageiro poderá ter de descartá-los no aeroporto. O transporte de líquidos em vôos internacionais deve atender ás normas abaixo:

– Líquidos, géis, pastas devem ser conduzidos em um saco plástico de até 20 cm x 20 cm (1 litro), apresentados na inspeção do raio-X separadamente da bagagem. Cada recipiente não pode exceder o volume de 100 ml. Líquidos em frascos acima de 100 ml não podem ser transportados, mesmo que parcialmente cheios.

– Perfumes, bebidas e outros líquidos adquiridos no free shop precisam estar embalados em sacola selada e acompanhados das notas fiscais do dia do vôo. Esta medida não garante a aceitação da embalagem selada por outros países. No caso de conexão, consulte a empresa aérea sobre a possibilidade de retenção do seu produto por autoridades estrangeiras.

– medicamentos somente com prescrição médica e apresentação da receita no momento da inspeção de raio-X.

– alimentação de bebês ou líquidos especiais (sopas, xaropes, soro etc.), apenas na quantidade a ser utilizada durante o vôo, incluindo eventuais escalas, e apresentados na inspeção de raio-X preventiva de segurança a bordo. O passageiro que respeita os critérios da bagagem de mão agiliza sua passagem pelo chek-in, seu embarque e evita custos adicionais.

3 – EXCESSO DE BAGAGEM

Nos vôos domésticos, a empresa aérea é autorizada a cobrar excesso de bagagem sempre que a franquia por passageiro for excedida (32 KG NOS VÔOS INTERNACIONAIS PARA ISRAEL). O valor pode chegar a 0,5% da tarifa cheia por quilo de excesso. A companhia também poderá negar o excesso de bagagem ou transportá-la em outro vôo para respeitar as normas de segurança sobre o peso máximo de decolagem das aeronaves. No caso de excesso de bagagem em vôos internacionais, consulte a empresa aérea sobre os valores cobrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *